Pular para o conteúdo principal

Matheus Sari, o novo residente do Estúdio Teix

Matheus Sari estava para se formar em engenharia mecatrônica quando fez sua primeira tatuagem, e se encantou com a arte, a técnica e o resultado na sua própria pele. Ali, seu futuro foi decidido: resolveu naquele mesmo momento dar uma guinada na carreira e virar tatuador.

Foto por Luiza Dale


Pode-se imaginar o quanto uma decisão dessas pode mudar a vida de alguém. Até porque Matheus, já aos 22 anos, não tinha ainda intimidade com desenhos ou com as máquinas de tatuagem. Formou-se engenheiro, mas o gosto pela arte falou mais alto e a partir daí ele se entregou aos estudos de ilustração – atualmente é aluno Gravura na Escola de Música e Belas Artes do Paraná (Embap) –, buscando o aprimoramento constante. “Foi uma transição difícil. Aprender a desenhar é uma ferramenta essencial para quem almeja ser um tatuador. Dediquei muito tempo aos estudos para chegar a um bom nível. E só consegui porque me capacitei muito”, conta.

Tatuagem realizada pelo tatuador Matheus Sari


Buscando seu espaço e no intuito se aprofundar ainda mais sobre o ofício, Matheus começou a trabalhar como aprendiz no Estúdio Teix em 2015. Agora, em 2017, passa a fazer parte do time de tatuadores residentes da casa.

Flashes do Matheus Sari


O período como aprendiz foi rico para desenvolver sua técnica de tatuagem e em melhorar suas capacidades artísticas. Almeja, agora, como residente, criar obras que reflitam sua constante inquietude mental sobre os problemas do mundo moderno. “Um artista deve se questionar sobre problemas de seu tempo, e criar obras que levem os expectadores também a questionarem”.

Tatuagem realizada pelo tatuador Matheus Sari


Matheus utiliza de contornos mais sólidos e de desenhos gráficos para suas tatuagens, por gostar de evidenciar a funcionalidade: os desenhos serem inteligíveis a uma distância considerável do tatuado. Suas inspirações são Hiroshige e Hokusai, dois grandes gravadores japoneses, Mondrian, Kandisky e Manet.

Ricardo da Maia e Matheus Sari tatuando. Foto por Cyntia Hein.


Em sua pesquisa, utiliza de conhecimento em diversas áreas, sempre com o intuito de questionar padrões vigentes, criar poéticas diferenciadas e representar inseguranças comuns. “Acredito na tatuagem como uma forma de retomada do poder sobre o próprio corpo, tanto no sentido mais místico, de que a tatuagem serve como um talismã para fortalecer ou lembrar a pessoa de algo, quanto no sentido estético, de decidir, sozinho, algo que modificará o visual de sua imagem”, finaliza.

Tatuagem realizada pelo tatuador Matheus Sari 
Tatuagem realizada pelo tatuador Matheus Sari


Tatuagem realizada pelo tatuador Matheus Sari
Confira o seu portfólio em: https://www.instagram.com/saritattooist/
Agendamentos: estudioteix@gmail.com


Serviço

Galeria Teix
Alameda Augusto Stellfeld, 1581 – Curitiba
Fones (41) 3018-2732 / 3019-2294