Pular para o conteúdo principal

A ARTE DE SANDRA HIROMOTO



          Sandra Hiromoto é paranaense de Assis Chateaubriand e vive na capital do estado desde 1984. Formada em Desenho Industrial pela PUC-PR, é designer, especialista em Marketing, e artista plástica, especialista em poéticas da Arte Contemporânea. Em Curitiba participou de exposições no Museu Metropolitano, Museu da Gravura, Instituto Cultural Brasil/Japão, Museu da Imagem e do Som, Museu Paranaense, Memorial de Curitiba, Galeria de Arte Solar do Rosário e, claro, aqui na Galeria Teix. Além disso, suas obras já estiveram presentes em salões e mostras em outros estados, como São Paulo, Rio de Janeiro, Goiás, Paraíba e Santa Catarina, e também fora do país. Sandra foi premiada em eventos na França, além de ter participado da II Bienal de Artes brasileiras em Bruxelas, na Bélgica, e de ter exposto no Japão nos Museus de Kobe, Ehime, Yokohama e Kumamoto.

A artista Sandra Hiromoto

          Em reflexão sobre a obra de Sandra Hiromoto, a também artista plástica Walkyria Novais fala da presença marcante dos objetos nas criações da parananese. “Sandra Hiromoto promove o diálogo dos objetos domésticos, melhor, dos objetos cotidianos. Mas quem dialoga com eles? É a artista que conversa com sua pintura? Ou somos nós, os expectadores, que somos convidados a dialogar com os objetos e por extensão com a própria artista? Que segredos esses objetos querem compartilhar? Esses questionamentos perturbadores perpassam toda a obra de Sandra Hiromoto, seja pela escolha da sua temática, seja pela forma de abordagem estética.”
 
Ilustrações da Série "People Like Objects", à venda na Galeria Teix

Sandra Hiromoto, a galerista Jô Maciel e o artista e tatuador Marco Teixeira (Registro de Cintya Hein)

          O acervo da Galeria Teix conta com diversas obras da artista. Na criação dos galões da Série “People Like Objects”, a intervenção de Sandra nos objetos transformou-os em obras de arte que podem ser mais do que apreciadas. Afinal, as opções de utilização dos objetos continuam ali, foram preservadas. Eles podem ser usados como porta-objetos ou mesa de canto. Colocar um tampão de vidro sobre o conjunto dos três galões também parece uma boa ideia. Empilhados, juntos ou separados... as opções de composição são diversas.


Quadro da Série "diálogo entre objetos" e galões da Série "People Like Objects"


           Atualmente, Sandra está com uma exposição no Museu Alfredo Andersen chamada “Objetos de Andersen”. A obra da artista foi criada por meio de uma intervenção em um grande muro do museu e contém elementos marcantes dos trabalhos de Sandra, como o stencil e a tipografia, influência de sua formação como designer gráfica.

Obra de Sandra Hiromoto no Museu Alfredo Andersen




Banco Fibo de Juliano Monteiro, ilustração de Rafo Castro e galões interferidos por Sandra Hiromoto




  




SERVIÇO:

Galeria Teix
(41) 3018-2732 | 3019-2294
Av. Vicente Machado,666 - Batel Soho
estudioteix@gmail.com