Pular para o conteúdo principal

ALEXANDRE LINHARES NA GALERIA TEIX



Alexandre Linhares expõe na Galeria Teix

São 11 obras que mostram a roupa como figura de linguagem artística

As criações autorais de Alexandre Linhares vão sair do ateliê do estilista para as paredes da Galeria Teix. A exposição ‘Quanto um chapéu de palha’, acontece de 5 a 30 de setembro, e reúne 11 obras inéditas em tecido, bordadas e pintadas à mão. “Elas compõem poesia visual referenciada na forma mais pura de ser e na forma mais simples de contemplar. Sujeita ao acaso, a deteriorar-se, ao esquecimento”, diz Linhares.
Cada uma das peças (e o seu conjunto) está registrada em vídeo e texto que serão apresentados junto às peças têxteis.

“Para a maioria das pessoas, roupa pertence à moda e esta é legal quando vem de outros países. Quanto a nós, para mostrar que somos bem informados, devemos copiar ipsis litteris como nos é apresentada. Trabalho para fugir do lugar comum e do pensamento conformado”, afirma Linhares.

Desde que surgiu, em 2007, o ateliê Heroína - Alexandre Linhares, contempla “peças de arte 'vestíveis”, tendo o corpo como estandarte de uma expressão de moda genuína. 
Segundo ele, o objetivo não é produzir ataduras, mas respeitar o corpo, despindo-se 
de amarras que o reduzem ou o destroem. “O objeto de moda na Heroína é a arte. Quando não no corpo, pode vestir uma parede”, afirma.

A exposição “Quanto um chapéus de Palha” faz parte do projeto "Quadrilátero do Milho" que tem quatro tempos: "introdução - semeando", lançado no Piola,  performance de Alexandre Linhares e Thifany, no Deforma, e a conclusão será com um desfile.

Teix - A galerista Jô Maciel, diz que a Galeria Teix iniciou neste ano a proposta de abrir para expressões distintas de manifestações culturais. “A Galeria recebe desde obras tradicionais, como óleo sobre tela, a grafite, arte conceitual, móveis e agora moda. É um espaço de revelações de artistas e de aprimoramento do olhar do espectador. Queremos que os novos olhares de artistas e, agora, de um estilista, instiguem e despertem a curiosidade para novas exposições que virão”, afirma.

Até o fim do ano, a Galeria Teix recebe mais duas exposições e participa da mostra paralela da 6ª Bienal de Curitiba.
Em outubro será montada a exposição ‘Em Casa’, de design e artes plásticas com as participações da Fetiche Design, Archibox, Juliana Monteiro, Sandra Hiromoto, Ilka Passos e Marco Teixeira.
Em novembro, o espaço será ocupado pela arte urbana  de Eduardo Melo, conhecido como Artestenciva,  que inclui o lançamento do livro com o mesmo nome da exposição.

Exposição
Quanto um Chapéu de Palha
Abertura dia 5 de setembro às 19h
Trabalhos podem ser vistos até 30 de setembro